Centro

O centro ou região do centro mais conhecida por beiras é uma região de Portugal, limitada a norte pela Área Metropolitana Do Porto, Tâmega, Sousa e Douro, a leste por Espanha, a sul pelo Alto Alentejo e Lezíria do Tejo, a sudoeste pela Área Metropolitana De Lisboa e a oeste pelo Oceano Atlântico.

Constituída por cidades como Coimbra, Aveiro, Leiria, Guarda, Viseu e Castelo Branco, a Região do Centro de Portugal apresenta uma enorme diversidade cultural e paisagística, proporcionando a quem visita uma quantidade infinita de cenários de pura beleza e história, bem como um misto inebriante de imagens, sabores e aromas.


Aveiro:


Conhecida como a “Veneza Portuguesa”, com os seus coloridos barcos moliceiros e atravessada por canais de água, a cidade de Aveiro torna-se um local especial onde o antigo se conjuga com o moderno. Os azulejos das fachadas das casas e os famosos ovos-moles convidam-nos a conhecer esta doce e bela cidade.

Numa harmonia perfeita entre a ria e a linha do mar, situa-se a Costa Nova, onde as casas pintadas com listas coloridas e alegres dão origem a uma paisagem de grande beleza.


Coimbra:


Banhada pelo rio Mondego, Coimbra é uma cidade que devido às suas infraestruturas, organizações, empresas, história e posição geográfica, é considerada como uma das mais importantes cidades de Portugal.

Cidade de ruas estreitas, pátios e arcos medievais, Coimbra viu nascer seis reis de Portugal, da Primeira Dinastia, assim como a primeira Universidade do Pais e uma das mais antigas da Europa.

Fundada por D. Dinis em 1290, a Universidade de Coimbra é um dos ex-líbris históricos da cidade. Frequentada por inúmeras figuras literárias do século XIX, como são exemplo Eça de Queirós e Guerra Junqueiro, a Universidade de Coimbra destaca-se ainda, por deter no seu interior o Museu de Arte Sacra, a Capela de São Miguel e a bela biblioteca Joanina de estilo Barroco, considerada como uma das obras de arte mais lindas deste estilo arquitetónico.

Coimbra convida ainda a visitar a sua Sé Velha, única catedral portuguesa românica intacta desde a época da Reconquista, bem como o Mosteiro de Santa Clara-a-Nova, construído no século XVII e de estilo barroco.


Fátima:


Considerada por muitos como um dos maiores destinos de peregrinação, a cidade de Fátima ganha maior importância a partir de 1917 com a primeira aparição da Nossa Senhora de Fátima aos três pastorinhos, Lúcia, Jacinta e Francisco Marto, na Cova de Iria, local onde hoje se encontra a Capela das Aparições. As aparições aconteceram todos os 13 desde Maio até Outubro de 1917, tendo esta última aparição sido testemunhada por mais de 70 000 peregrinos ao chamado milagre do sol.

Em 1928 é iniciada construção do Santuário de Nossa Senhora do Rosário de Fátima, um dos mais importantes santuários marianos do mundo e composto pela Capelinha das Aparições, o Recinto do Rosário, a Basílica de Nossa Senhora do Rosário e colunatas, a casa de retiros de Nossa Senhora do Carmo e Reitoria, casa de retiros de Nossa Senhora das Dores e albergue para doentes, praça Pio XII e Centro Pastoral Paulo VI, e também a vasta Basílica da Santíssima Trindade, inaugurada a 13 de Outubro de 2007.


Óbidos:


Tomada aos Mouros em 1148 e tendo recebido a sua primeira carta de foral em 1195, sob o reinado de D. Sancho I a vila de Óbidos fez parte do dote de inúmeras rainhas de Portugal, entre elas, Dona Urraca de Castela (esposa de D. Afonso II), a Rainha Santa Isabel (esposa de D. Dinis), Filipa de Lencastre (esposa de D. João I).

Com as suas casas caiadas de branco, símbolo da presença árabe em Óbidos, esta vila convida a perdermo-nos pelas suas ruas estreitas conhecendo a sua história e os seus locais mais emblemáticos, como são o Castelo de Óbidos, o Portal da Vila de Óbidos e a Igreja da Misericórdia.


Outros Tours

Porto

Douro

Minho